Alocação de Ativos em 21 anos.

Já se passou um bom tempo desde a primeira simulação de alocação de ativos. Na realidade, as duas alocações, uma referente há 10 anos e a outra referente há 18 anos.

Nessa nova simulação, vamos manter os mesmos dados coletados, e já demonstrados. Somando mais três anos.

Sendo assim, a simulação tem inicio em 1995 terminando em 2016. Nesses três anos novos, tivemos duas situações especiais.

A primeira, podemos citar que foi o ano de 2015, com uma grande queda do índice Ibovespa, alta da inflação, e da Selic.

Isso acabou sendo perceptível na evolução das diferentes carteiras da simulação. Na verdade, fica mais evidente na carteira que segue o Ibovespa, e nas carteiras referentes à Selic e o IPCA.

Depois de 2015, tivemos um ótimo ano, que foi 2016. Nesse período o Ibovespa registrou alta, próxima dos 40%.

Fato que acabou alavancando os ganhos nas carteiras que tinham o Ibovespa como um dos investimentos.

Observando todo o desenvolvimento da simulação, o que percebemos, é que a Selic continua tendo um rendimento excelente.

Mesmo no longo prazo. Lógico, o Ibovespa, na verdade é uma representação de uma média de varias ações.

Se colocarmos uma ação, podemos ter um rendimento bem superior. Exemplo disso são as Lojas Americanas, LAME4, que tiveram no mesmo período, um rendimento fantástico.

Só para se ter uma ideia, as ações da empresa eram negociadas perto dos R$: 0,06 em 1999! Ou seja, era possível comprar um lote de 100 ações por R$: 6,00!

Hoje, esse mesmo lote poderia estar valendo, algo em torno dos R$: 17,00 por ação, ou R$: 1700,00! O lote de 100 ações.

lame4

Essa evolução foi de aproximadamente 28.333%!

Porem é muito mais difícil você acertar, que lá em 1999 até hoje, tal empresa estaria com o atual preço.

Já o índice Ibovespa, e algo mais crível. Existem varias ações na carteira. Sendo que, se alguma vir a apresentar dificuldades, como a OGX3 (não faz muito tempo), as outras ações podem acabar compensando parte das perdas.

Vale lembra que se o leitor estiver interessado em montar tal carteira, com uma alocação, simples, entre o Ibovespa e a Selic, pode utilizar os títulos do tesouro, como o Tesouro Selic, e para seguir o Ibovespa, pode investir no BOVA11.

ETF, que tem em seu portfólio, todas as ações do índice, em quantidade equivalente, tornando o ativo quase que uma fiel copia do índice.

De maneira, que o mesmo, segue de perto o desempenho do Ibovespa.

Segue o gráfico, de 1995 até 2016.

alocacao-21-anos

Alocação 80% Selic + 20% BOVA.

Essa carteira continua vencendo todas as outras, pelo simples motivo, de equilibrar a importância das duas formas de investir.

Infelizmente, o nosso país ainda não tem uma bolsa de valores que consiga gerar rendimentos, de forma geral, superiores a renda fixa, mesmo no longo prazo.

Isolando o Ibovespa e a Selic, temos uma diferença, desde 1995 até 2016, que chega a ser o dobro.

Porem, não ter participação no Ibovespa, é negligenciar, uma rentabilidade maior. Existem momentos no mercado, onde a bolsa é altamente favorecida.

O atual, momento, é um desses. Em 2016 o Ibovespa registrou alta próxima dos 40%, em 2017, até o momento em que escrevo, a alta é de 9,79%.

Segue tabela com os rendimentos apurados de cada carteira.

tabela

Através dessa tabela, podemos observar melhor o desempenho de cada carteira, e ver se houve uma grande volatilidade com cada uma.

Volatilidade, amor e ódio.

Todo mundo, gosta quando uma ação, que você está comprado, sobe muito, não é mesmo? Mas e quando a mesma cai muito?

Pois é, o mercado tem disso, e não é só com as ações que isso ocorre, mas o índice também pode vir abaixo.

Analisando a carteira que contem somente investimentos atrelados ao Ibovespa, podemos notar que, se não for a mais volátil, está entre as com mais altos e baixos.

Temos dois momentos muito interessantes de queda, entre 2007 e 2008, 2014 e 2015. Dois períodos onde encontramos crises.

A primeira crise, foi a hipotecaria americana, já a segunda, foi nossa mesmo. Nesses dois períodos o índice puxou a carteira para baixo.

Sendo que desde 2010 a carteira não alcança o teto dos R$: 15,92. O que significa haver uma boa margem para alta ainda.

ibovespa1.jpg

Pintados de vermelho estão os momentos de crise, onde a bolsa foi para baixo. Em verde temos o teto da carteira.

A volatilidade, demonstrada por esse desempenho, parece um tanto quando desanimadora, mas na verdade, ela é muito boa.

Por meio dessa volatilidade, nossa carteira de 80% Selic + 20% BOVA conseguiu bater todas as outras.

ibovespa.jpg

De maneira isolada, coloquei o desempenho da carteira 80% Selic + 20% BOVA, para mostrar, ao leitor, que nos mesmos períodos, onde a carteira que contem somente investimentos atrelados ao Ibovespa, registrou queda.

A carteira 80% Selic + 20% BOVA subiu! Na realidade, fazendo uma analise total, em nenhum ano a carteira terminou com valor menor do que começou.

Registrando, sempre uma valorização, mesmo que mínima, mas conseguindo alcançar certa valorização.

A meu ver, essa configuração, parece muito bem equilibrada, o que pode ser observado no desempenho desses 21 anos.

Lembrando que os balanceamentos, ou, a alocação é feita anualmente nessa simulação. Caso o investidor faça as correções entre os ativos, mensalmente, ou semestralmente, por exemplo, o rendimento pede acabar sendo melhor, ou dependendo, pior.

Tudo isso, pode depender de fatores que não estão inclusos nessa simulação, o custo, e o valor inicial comparado à realidade.

Digo valor inicial comparado a realidade, porque em minha simulação, estou tratando de R$: 1,00, em quanto o Tesouro Selic, no momento em que escrevo, está custando, algo próximo dos R$: 86,00 e o BOVA11, algo perto dos R$: 64,00.

Para entender melhor, o funcionamento da alocação de ativos, peço que o leitor leia, os seguintes artigos em minha pagina…

Introdução

Balanceamento

Correlação

Todas as informações foram retiradas no site da BM&F Bovespa, e do site Debit.

Tenho contribuído com matérias para o site EuQueroInvestir!, uma dessas matérias é referente Fundos Imobiliário, com analises, demonstrações, e explicações em geral!

Aproveite, para assinar a newsletter do site! Trago varias informações e conteúdo diferente do blog Oliver Investimentos!

Investir em  qualquer tipo de investimento envolve riscos e possíveis perdas. Rendimento passado não é garantia de rendimento futuro. Invista com consciência. Caro leitor, toda e qualquer decisão tomada após a leitura deste blog é de sua única e exclusiva responsabilidade. Você concorda que os autores e colunistas não deverão ser, em nenhuma hipótese, responsabilizados por qualquer eventual perda de patrimônio e(ou) redução de fluxo de caixa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s